BLOG

RPA e Hiperautomação no âmbito empresarial

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O princípio do Robotic Process Automation (RPA), é utilizar robôs através de algoritmos capazes de executar tarefas que repetem ações humanas.

Esses robôs utilizam algoritmos cognitivos que imitam o julgamento humano e isso permite com que ele tome as próprias decisões através do machine learning e da inteligência artificial.

RPA: Robotic Process Automation

Em sistemas tradicionais, normalmente uma pessoa deve inserir dados dentro do sistema para que ele possa trabalhar com eles. No RPA, o próprio robô é capaz de encontrar e inserir dados cadastrais, poupando muito trabalho e principalmente tempo.

Ele é bem mais rápido do que uma customização ou automação de sistemas via BPMS. Também é mais barato do que outras alternativas por ter uma rápida implementação. O RPA evita custo com integração de sistemas.

A flexibilidade é uma de suas características, pelo fato de ser permitido que o responsável pelo processo participe da sua automação, sendo assim, mudanças e ajustes se tornam mais rápidos. A possibilidade de erros que o RPA comete é praticamente nula, o que traz muita confiança para quem o adquire.

Quais setores usam o RPA?

Seus setores incluem qualquer um que estejam em unidades de negócios. Já que é utilizada em empresas de saúde, seguros, serviços financeiros, terceirização de processos de negócios, ciências naturais, indústrias, telecomunicações e muitos outros.

O monitoramento de dados auxilia no controle dentro de empresas, pois trabalha com a agilidade, e a precisão instalada nele pode facilitar processos, reduzir custos e melhorar atendimentos fazendo-os serem mais personalizados. Os bots utilizados, trabalham especificamente para melhorar os resultados. O RPA reduz o tempo de processamento e tem qualidades aprimoradas.

O RPA possibilita a continuidade de gestão de negócios mesmo à distância, os bots podem operar de qualquer lugar e processam automaticamente mudanças de sistemas, sendo possível utilizá-lo em momentos de crises.

Um avanço tecnológico eficaz que utiliza estratégias e hoje está ajudando na transformação digital. Sua melhora na comunicação contribui na hora de contatar clientes pela agenda. Não é necessário se preocupar com a integração de sistemas, uma vez que o RPA tem uma boa integração com outros sistemas.

Esse recurso de RPA não é tão barato para a implementação, no entanto quando implementado, ele oferece vantagens e redução de custos, o que faz valer a pena no investimento feito.

É importante que se leve em consideração que toda tecnologia implementada nas empresas servem para aprimorar suas capacidades e melhorar seu desenvolvimento. Lembrando que esses são investimentos, que trarão um retorno futuro.

Hiperautomação

A Hiperautomação está interligada ao RPA. Sendo uma extensão da automação de processos de negócios que vão além dos processos de limites individuais. Pode ser considerada como um meio para se alcançar a real transformação digital.

Funciona em conjunto com o RPA, de forma que a Robotic Process Automation junto com a inteligência artificial e a Machine Learning se tornam uma tecnologia que permite a Hiperautomação. Ou seja, o poder de combinação entre essas tecnologias pode oferecer um poder e flexibilidade para aqueles que aproveitam dessas tecnologias.

Os processos de Hiperautomação funcionam à deriva dos dados que o bots reúnem enquanto estão trabalhando, sobre o que ele faz e reúne durante sua utilização. O verdadeiro e principal objetivo deve ser sempre melhorar os resultados que a sua organização pode ter.

Fale Conosco

Nossos canais de atendimento:

Scroll Up