BLOG

Impressora 3D: o que é e para que é utilizada?

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A criação da impressora 3D tem revolucionado a forma como a se adquire peças, seja elas quais forem. Ela cria objetos únicos e otimiza o tempo da criação e a mesma vem crescendo gradativamente no mercado.

O que é Impressora 3D?

A impressora 3D é capaz de imprimir praticamente qualquer objeto através de materiais colocados em camadas de forma transversal sucessivas a um modelo 3D. Costuma usar materiais como plástico e ligas de metal, mas também podem ser usados outros materiais.

Apesar de parecer ser algo recente, essa tecnologia foi inventada em 1984 pelo empresário norte americano Chuck Hull. Claro que desde a primeira impressora até a atual houveram grandes mudanças e aquela não se parece nada com a que se conhece hoje em dia. Mas desde o princípio, a impressora 3D se mostrou uma criação com muito potencial de evolução, principalmente por conta das suas características principais que era a rapidez com que se produzia e a flexibilidade.

Existem muitos benefícios em se utilizar esse método de produção. De início, podemos mencionar que ele não desperdiça materiais, o que é muito útil, uma vez que o desperdício de materiais além de ser uma perda de dinheiro, pode não ser bom para a natureza, já que alguns materiais não são recicláveis. Ela usa a quantidade exata de material que necessita para produzir uma peça. Também é possível ter mais qualidade e customização, já que uma impressora 3D consegue produzir materiais mais detalhados, diferente de máquinas normais.

Além disso, ela não perde a qualidade do produto. Ela é uma fonte de possibilidades e inovações. Ao permitir que as peças feitas sejam personalizadas da melhor forma, é mais fácil criar inovações através dela, o que ajuda as empresas em suas criações, uma vez que o mercado é bem competitivo e ganha quem oferece o melhor produto.

Qual a finalidade da Impressora 3D?

Ela pode ter diversas finalidades, dentre elas algumas são as mais comuns, como a criação de protótipos e maquetes; produtos aprimorados; peças leves; ferramentas e figuras; implantes médicos e outros.

Existem alguns passos necessários para o processo de produção do objeto em 3D. Como já dito, uma das suas qualidades principais é a versatilidade e flexibilidade. Uma mesma máquina consegue produzir tanto uma peça mecânica, que é rígida e sem flexibilidade, quanto uma peça decorativa e não tão rígida. Como existem diferentes tipos de impressão 3D, é possível abranger diversos produtos nela e diversas formas de trabalhar com esse produto.

Principais Softwares

Simplify 3D, esse é um dos mais utilizadas e mais completos que tem, através dele é possível ter uma estimativa do tempo de duração da produção do produto e é possível configurar para saber o valor que foi gasto no filamento para se descobrir o custo da produção da peça em questão.

Cura, essa é uma das referências de impressão 3D no mundo, é um software gratuito que possibilita a utilização dele em diversos tipos de impressora.

Cuidados!

É claro que existem vários cuidados para a utilização de uma impressora 3D. Não tão simples como pode aparentar. É importante que se dedique um tempo para estudar e compreender os processos da impressão, assim como é o processo de produção, quais materiais usar e como. Além disso, é importante aprender a usar esses softwares para que os objetos saiam da forma como desejada. Apenas comprar por comprar não é muito aconselhável. Primeiro dedique um tempo para o aprendizado de como funciona a máquina e depois que adquiri-la você vai levar mais um tempo entendendo na prática como ela realmente funciona.

Algumas pessoas compram a impressora 3D apenas para a produção de objetos próprios, essas pessoas também devem lembrar de estudar bem como usar essa tecnologia. E a partir daí produzir o que desejar, deixando a imaginação fluir.

Fale Conosco

Nossos canais de atendimento:

Scroll Up